•  Carrinho€0.00 
    O seu carrinho está vazio!

    Artigos adicionados recentemente

    JOSÉ MARIA DE IGREJAS CAMPOS

    Nasceu em Lisboa, em 13 de novembro de 1939. Foi o último a nascer na casa da família Igrejas, no Largo das Palmeiras, que ali se instalou nos anos vinte do século passado, quando chegaram de Chaves. Mas se recuarmos aos avós em busca das raízes, para além de Chaves, encontramos também um quarto de sangue vindo de bem a sul do país, em Faro.

    José Maria foi com os pais e a irmã mais velha para Moçambique em 1948. Como o pai era médico, funcionário público, mudou de localidade com frequência, tendo vivido na Maganja da Costa, Quelimane, Beira e Lourenço-Marques (atualmente Maputo).

    Em 1961 regressa à metrópole (como se dizia à época) para estudar medicina. Para além dos pais, em Moçambique ficaram as duas irmãs. Iniciava-se uma nova etapa, que acabaria por ter epicentro no Largo das Palmeiras, para onde foi viver. Naquela casa ainda encontrou muitas das gerações antigas, Avó e Tias, sendo por isso, a par da sua irmã Maria José, um importante repositório das histórias de família.

    Licenciou-se em Medicina em 1968, na Faculdade de Medicina da Universidade Clássica de Lisboa.

    Terminada a licenciatura, resolve regressar a Moçambique. Mas já não vai sozinho. Na metrópole apaixonou-se pela Fernanda, Açoriana, com quem casou em 1968 mesmo antes de embarcarem no Infante Dom Henrique.

    A sua vida profissional acabou por se dividir em três áreas distintas – na medicina, na política e no ensino.

    Começou como médico em 1968 no Xai-Xai, na altura denominada Vila João Belo. Sendo médico do quadro comum de médicos do Ultramar, foi delegado de saúde do Xai-Xai e do Bilene, na época dois concelhos do distrito de Gaza, sendo também director do Hospital distrital do Xai-Xai. Foram 8 anos muito ricos, com uma revolução e a independência do país pelo meio. Sem esquecer, claro, o nascimento do filho Jorge, em 1971. Foi também o tempo de reencontrar os pais e a irmã Guida que estudava em Maputo. As histórias deste livro tiveram lugar neste tempo. 

    Em 1976 foi colocado no Maputo no Hospital do Chamanculo, a seguir no Hospital de Mavalane, foi Director de Saúde da Cidade de Maputo, Vice-Ministro da Saúde, Consultor do Ministro, Consultor da Cooperação Suíça e nestes últimos anos assessor da Junta Médica de Saúde.

    Durante muitos anos foi Professor na Faculdade de Medicina da Universidade Eduardo Mondlane no Maputo onde se especializou em Saúde Pública.

    Falta dizer que é avô e bisavô, babado, como não podia deixar de ser.

      Mais de JOSÉ MARIA DE IGREJAS CAMPOS