•  Carrinho€0.00 
    O seu carrinho está vazio!

    Artigos adicionados recentemente

    FRANCISCO DO Ó PACHECO

    Nasceu em Sines em Setembro de 1947. Fez o curso liceal no Externato de S. José em Santiago do Cacém. Fez o curso de sargentos milicianos na Escola Prática de Artilharia, em Vendas Novas. Cumpriu uma comissão de serviço na guerra do ultramar, em Angola, de 1970-1972. É bancário de profissão, tendo sido prospector bancário nos municipios de Sines, Santiago do Cacém, Odemira e Grândola. Em 1975 foi requisitado como gestor financeiro para o Ministério da Agricultura, tendo desempenhado o cargo de administrador da ECA-empresa de concentrados de Alvalade em 1975-1976. Neste ano foi eleito presidente da Câmara Municipal de Sines, cargo que desempenhou por seis mandatos - 21 anos entre 1976 e 1997. Foi durante 12 anos presidente da Assembleia Municipal de Sines - 1998-2009. Fez parte dos órgãos sociais das associações de municipios de Setúbal, Beja, Litoral Alentejano e Associaçao Nacional de Municipios Portugueses. Foi colaborador da imprensa regional alentejana, designadamente dos jornais Imenso Sul de Évora, Diário do Alentejo de Beja, Litoral Alentejano de Santiago do Cacén. Foi cronista das Radios Pax, de Beja, Castrense, de castro Verde, Miróbriga de santiago do Cacém. Foi director do jornal Diário do Alentejo de Beja. Escreveu e publicou três livros de poemas (Luena da Praia, A Ilha das Batas Brancas e Alentejo Salgado e Doce). Ainda outros três livros de crónicas (Crónica da primeira greve ecológica em Portugal, Textos Escolhidos e Crónicas de Beja). Publicou nos últimos dois anos dois romances Angola 1970 e Vataça a favorita de D. Dinis. É sócio da Associaçao Portuguesa de escritores e da Sociedade Portuguesa de Autores.

      Mais de FRANCISCO DO Ó PACHECO